domingo, 11 de março de 2018

56. Preservação histórica e cultural

   


Trabalho no campo em São Paulo.




Agricultura Planejada




Crianças na escola




Criança vendendo alho no sinaleiro.






A partir dessas imagens, podemos refletir porque ainda hoje, apesar da existência de modernas máquinas para o campo, existem pessoas trabalhando manualmente na colheita? Ou por que enquanto a maioria das crianças está na escola, outras estão pedindo esmolas nas ruas ou vendendo coisas nos sinaleiros? A vida no campo é muito diferente daquela que levamos nas cidades? As cidades mudaram muito ao longo do tempo? Como eram os transportes há cem anos? Como as pessoas se comunicam na atualidade?
Quando procuramos entender o mundo que nos cerca, estamos procurando entender a história do nosso tempo. Todos os fatos do passado, do presente e do futuro estão ligados.
As cidades, os povos e os países sofrem modificações com o tempo. Tudo tem uma história, desde a forma como nos vestimos, comemos, moramos, nos divertimos e falamos.
As mudanças que ocorreram desde o surgimento do ser humano na Terra, nas formas de se organizar em sociedade, no modo de trabalhar, na maneira de distribuir riquezas, nos costumes e até na forma de pensar influenciaram, de alguma forma, a nossa maneira de viver nos dias atuais. A História nos ajuda a entender melhor o momento em que vivemos e como é importante a nossa participação na sua construção.
Portanto, podemos dizer que a História é uma ciência que estuda o homem no tempo, buscando resgatar e compreender as suas realizações econômicas, sociais, políticas e culturais.
A História estuda as transformações das sociedades e também os aspectos que permanecem ao longo do tempo. É por meio desse estudo que podemos interpretar o passado, buscando compreender o presente.
Os objetos, as memórias, os documentos e as fotografias fazem parte do patrimônio histórico das pessoas, dos grupos e das nações. Assim, forma-se o patrimônio cultural, um bem muito importante que recebemos de herança e que nos ajuda a contar a história pessoal e coletiva e, consequentemente, deve ser guardado e protegido.
Não são apenas os achados dos períodos mais remotos que nos ajudam a entender a História. Todo o vestígio do passado pode ser chamado de fonte histórica. Nem todas essas fontes são de natureza escrita. Caso contrário, jamais conseguiríamos entender o passado daqueles grupos humanos que não deixaram nenhum registro escrito a respeito deles e de sua história.
Assim, o estudo do passado pela História não é feito apenas com documentos escritos, mas também a partir de diversos sinais que os seres humanos deixaram e que podem nos mostrar quais foram os costumes, os valores e as atitudes de um grupo de pessoas localizado no tempo e no espaço.
Todos possuimos algum objeto que foi guardado e que já pertenceu a um parente no passado. Lembranças, documentos, fotografias fazem parte da memória histórica das pessoas, dos grupos, das nações.
Por exemplo, se precisasse fazer um relato de toda a sua vida, desde o nascimento até agora, provavelmente, teria de utilizar outros recursos além da sua memória, como perguntar coisas a outras pessoas de seu convívio, olhar fotografias, procurar documentos, enfim, iria atrás de pistas para lembrar detalhes do seu passado.
Todas essas formas de registro são denominadas fontes ou documentos históricos, sendo, portanto, a história contada principalmente por meio do estudo dessas fontes.


Carro antigo




Telefone Antigo






Radio Antigo






10 Cruzados




Ferro de passar roupa antigo





Baú antigo




Livros Antigos




        





   

More in SANDERLEI.COM.BR


#JustGo


São Paulo - Conheça seu Estado

O espaço geográfico e sua organização

A organização do espaço geográfico brasileiro

A representação do espaço paulista

O município e sua administração (SP

Atribuições das Câmaras Municipais (SP)

Os símbolos do estado e do município (SP)

A história da configuração do território paulista

Os tratados de limites estabelecendo as fronteiras

A divisão estadual após a independência do Brasil

A divisão estadual após a Proclamação da República

As regiões do estado de São Paulo

São José do Rio Preto (Mesorregião)

Ribeirão Preto (Mesorregião)

Araçatuba (Mesorregião)

Bauru (Mesorregião)

Araraquara (Mesorregião)

Piracicaba (Mesorregião)

Campinas (Mesorregião)

Presidente Prudente (Mesorregião)

Marília (Mesorregião)

Mesorregiões de Assis, Itapetininga e Macrometropolitana Paulista

Vale Paraíba Paulista (Mesorregião)

Litoral Sul Paulista (Mesorregião)

Mesorregião Metropolitana de São Paulo

Região metropolitana de São Paulo

A história dos povos indígenas de São Paulo

A população indígena na região do estado de São Paulo

Os índios Tupinambá do estado de São Paulo

Os índios Guarani do estado de São Paulo

Os índios Tupiniquim do estado de São Paulo

A população indígena no estado de São Paulo em 2016

O início da colonização de São Paulo

A expansão e as bandeiras no estado de São Paulo

As primeiras bandeiras no estado de São Paulo

A importancia do tropeirismo para o estado de São Paulo

A escravidão africana no Brasil e no estado de São Paulo

As comunidades quilombolas no estado de São Paulo na atualidade

Crescimento do estado de São Paulo no século XIX

Os imigrantes e o trabalho assalariado no século XIX em São Paulo

A urbanização no estado de São Paulo no início do século XX

A população atual do estado de São Paulo

O crescimento populacional no estado de São Paulo

Natureza e condições ambientais de São Paulo

Biomas brasileiros

Vegetação nativa do estado de São Paulo entre 1500 a 2015

Formações florestais do estado de São Paulo

A vegetação atual do estado de São Paulo

Áreas de preservação no estado de São Paulo

O clima no estado de São Paulo

O relevo do estado de São Paulo

As águas do estado de São Paulo

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo

Utilização dos recursos hídricos no estado de São Paulo

Recursos hídricos - Aquífero Guarani

Rio Tietê (Anhembi) - Um rio e muitas histórias

Preservação histórica e cultural

A preservação histórica e cultural de São Paulo

A formação da cultura de São Paulo

As atividades econômicas do estado de São Paulo

Setor primário da economia do estado de São Paulo

Atividades extrativistas do estado de São Paulo

Setor secundário da economia do estado de São Paulo

Setor terciário da economia do estado de São Paulo

O Turismo no estado de São Paulo

As festas populares no estado de São Paulo


Letras

Lyrics

Poesia

Economia

by Sanderlei Silveira -  http://sanderlei.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário