segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

33. A expansão e as bandeiras no estado de São Paulo

   
A história das bandeiras realizadas nas três primeiras décadas do século XVII apresenta dois lados bastante conflitantes.
Os documentos históricos existentes revelam horrores de toda a natureza praticados principalmente contra os indígenas brasileiros, como a morte ou escravização de aproximadamente 500 mil índios, destruições de reduções jesuíticas e devastação de cidades. Por outro lado, esta mesma história vem coberta de lendas e interpretações que nos mostram estes homens como heróis, chamados de “raça de gigantes”, corajosos, desbravadores, que se tornaram os principais responsáveis pela expansão territorial do Brasil.
A origem da denominação bandeiras para as expedições organizadas por iniciativa de particulares, ou seja, sem o financiamento do governo português, nasceu do costume tupiniquim de levantar uma bandeira em sinal de guerra.
Neste período a colonização do Sul seguiu rumos diferentes daqueles usados no Norte do país. As notícias da existência de imensas riquezas minerais no interior do continente, como as encontradas no México e no Peru, despertaram a cobiça e o interesse pelas regiões do interior. A Argentina era conhecida como “terra da prata”, e o litoral sul do Brasil como “costa do ouro e prata”.
Inicialmente, alguns grupos começaram a se deslocar da capitania de São Vicente em busca de indígenas para os trabalhos na lavoura e passaram a entrar em choque com os aldeamentos organizados pelos jesuítas.

DEBRET, Jean-Baptiste. Soldados e índios de Curitiba levando selvagens presos. 1834.




DEBRET, Jean-Baptiste. Soldados e índios de Curitiba levando selvagens presos. 1834. Litografia, 32,6 cm x 21,2 cm. Século XIX.


A vila de São Paulo, situada na capitania de São Vicente, foi o principal centro irradiador das bandeiras, em razão de fatores econômicos, sociais e geográficos.
A população que vivia nesta região era pobre e isolada, sobrevivendo basicamente da lavoura de subsistência, sendo obrigados a produzir suas próprias ferramentas, armas, roupas, móveis e utensílios domésticos.
A utilização do indígena como escravo nas lavouras era a solução para a falta de mão de obra, já que não dispunham de capital para comprar o escravo negro africano. Gradativamente, o índio passou a ser uma mercadoria rentável, pois começou a ser vendido como escravo em outras capitanias, tornando o seu apresamento uma atividade importante e lucrativa.
A intensificação das bandeiras ocorreu partindo do planalto de Piratininga, aproveitando-se dos rios Tietê, Paraíba do Sul, Paraná e outros, que foram usados como vias naturais da penetração para o interior.

JÚNIOR, Almeida. Partida da Monção. 1897.



JÚNIOR, Almeida. Partida da Monção. 1897. Óleo sobre tela, 640 cm x 390 cm. Museu Paulista.


O bandeirismo tornou-se uma atividade importante, cuja técnica passava de pai para filho. Pouco a pouco foram se tornando verdadeiras povoações que se deslocavam e, como a expedição podia durar longos períodos, era preciso parar e fazer roças de mantimentos, o que ocasionava o surgimento de povoações na sua passagem.
As primeiras expedições de bandeirantes buscavam o apresamento de indígenas que pudessem ser vendidos como escravos, porém, em seguida, passaram a procurar metais e pedras preciosas.

O nome do rio Tietê é de origem tupi e significa “rio verdadeiro” ou de “águas verdadeiras”. Ele é um dos rios mais famosos do Brasil por cortar a cidade de São Paulo e o estado de sudeste a noroeste.





O nome do rio Tietê é de origem tupi e significa “rio verdadeiro” ou de “águas verdadeiras”. Ele é um dos rios mais famosos do Brasil por cortar a cidade de São Paulo e o estado de sudeste a noroeste.





        



   



   



Recomendamos para você:


#JustGo

São Paulo - Conheça seu Estado - SP - História e Geografia

Miss You - Tradução em Português - Louis Tomlinson

Uma Dose 2 - Class A

Química - Rashid

Ain't That Why - Tradução em Português - R3HAB & Krewella

Segura Seu BO - Projota ft. Rashid

Benza Deus Hein Fia - Menor

Ela Vem - Pollo

Israel - Preto no Branco

Tô com moral no céu - Marcos e Fernando

Meu Coração - Gustavo Mioto

RIP CARBON - Tradução em Português - Almighty

RIP CARBON - English Translation - Almighty

Háblame Bajito - Tradução em Português - Abraham Mateo, 50 Cent, Austin Mahone

Check-In - Luan Santana

Poesia Acústica #3 - Capricorniana - Sant | Tiago Mac | Lord | Maria | Choice | Pineapple StormTV

Lights - Tradução em Português - INNA

Dream About the Ocean - Tradução em Português - INNA

My Dreams - Tradução em Português - INNA

Downtown - Tradução em Português - Anitta feat. J Balvin

Downtown - English Translation - Anitta feat. J Balvin

Não Troco - Hungria Hip Hop

MotorSport - Tradução em Português - Nicki Minaj - Migos - Cardi B

Pangeia - Fabio Brazza part. Atentado Napalm

Vai Te Encantar - Cynthia Luz

Untouchable - Eminem

Untouchable - Tradução em Português - Eminem

Danger - Migos & Marshmello

Danger - Tradução em Português - Migos & Marshmello

Danger - Übersetzung auf Deutsch - Migos & Marshmello

Danger - Traducción al Español - Migos & Marshmello

Danger - перевод по-русски - Migos & Marshmello

Danger - Traduction en Français - Migos & Marshmello

Déjà-vu - Froid part. Makalister

Na Mira - Brutang44 part. LiFlow e Froid

Não Pare - Costa Gold feat. Cidade Verde Sounds

Him and I - Tradução em Português - G-Eazy & Halsey

Nós Estamos Bem - PrimeiraMente

Skate do Matheus - Froid

Sk8 do Matheus - Froid

Me Faz Voar - Preto no Branco

Todo Comienza en la Disco - English Translation - Wisin ft. Yandel, Daddy Yankee

Todo Comienza en la Disco - Tradução em Português - Wisin ft. Yandel, Daddy Yankee

Vitamina - English Translation - Maluma ft. Arcángel

23 - English Translation - Maluma

GPS - English Translation - Maluma ft. French Montana

Vai Ma andra - Anitta

Vai Malandra - Anitta | Letra da Música

Vai Malandra - Funk - Anitta ft. MC Zaac

Vai Malandra - Letra da Música - Anitta ft. MC Zaac, Maejor, Yuri Martins e Tropkillaz

Vai Malandra - Anitta ft. MC Zaac, Maejor, Yuri Martins e Tropkillaz - CheckMate

Economia em 1 Minuto - Sanderlei Silveira

Vai Malandra - Anitta

Vai Malandra - Anitta

Vai Malandra - Anitta | Letra da Música

Vai Malandra - Anitta | Letra da Música

by Sanderlei Silveira -  http://sanderlei.com.br

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário