quarta-feira, 10 de agosto de 2016

40 - A urbanização no estado de São Paulo no início do século XX

   

A distribuição da população brasileira, no início do século XX, foi redefinida pelas profundas mudanças verificadas em função da produção cafeeira das últimas décadas do século XIX. Essa redistribuição populacional estava diretamente ligada à concentração das principais atividades econômicas e ao crescimento urbano. Um dos fatores decisivos para o crescimento da população brasileira, principalmente em São Paulo e na região Sul, foi o grande número de imigrantes europeus que entrou no Brasil, desde meados do século XIX e início do século XX.
A grande entrada de estrangeiros foi determinada principalmente pela expansão cafeeira e pela substituição de mão de obra escrava pela assalariada. Entre 1890 e 1929 entrou no Brasil o maior contingente de imigrantes. Foram cerca de três milhões e quinhentos mil. Mais de um terço desses estrangeiros era composto de italianos (um milhão e trezentos mil), sendo seguidos por portugueses, espanhóis, alemães e outras nacionalidades.
Apesar de o destino destes imigrantes ser as fazendas de café, grande parte deles, insatisfeitos com as condições de trabalho no campo, deslocaram-se para várias cidades, principalmente São Paulo, cujas perspectivas ligadas à indústria prometiam oferecer mais chances de uma vida melhor.
O processo de crescimento urbano se estabeleceu sem que houvesse a estrutura necesssária para suportá-lo e a falta de empregos gerou enormes dificuldades para a população, com grande número de pessoas vivendo precariamente, sobrevivendo à superexploração e aos baixos salários nas indústrias, empregos temporários e subempregos, péssimas condições de moradia em virtude do crescimento de cortiços nos bairros operários do Brás, da Mooca e do Bom Retiro, em que pequenos quartos destinavam-se a numerosas famílias, bem como problemas com o transporte, o abastecimento de água, alimentos insuficientes e a falta de saneamento básico que levava à proliferação de doenças e epidemias.

Imigrantes posando para a foto no pátio central da Hospedaria dos Imigrantes, 1890. São Paulo (SP).





Apesar de não possuir, de modo geral, a infraestrutura necessária para o crescimento populacional, a cidade de São Paulo apresentou transformações através da expansão de alguns serviços urbanos que nem sempre estavam acessíveis a toda população, mas que eram notáveis e surpreendentes para a época.
Alguns espaços públicos passaram por um desenvolvimento, como a instalação do serviço de bondes e trens, a implantação de luz elétrica, telégrafos, rádios, serviços telefônicos, calçamentos, construção de parques, avenidas e um crescente trânsito de automóveis que mudou rapidamente o modo de viver e de conviver na cidade.
O trabalho e as condições de vida dos trabalhadores das fábricas recém-criadas eram muito difíceis. Sua jornada de trabalho era de até 18 horas por dia, nas piores condições ambientais, sem qualquer proteção contra acidentes de trabalho. Além disso, não possuíam estabilidade, descanso, licenças médicas ou férias. Os salários eram baixos e as mulheres e crianças eram exploradas.

Praça da Sé, início do século XX. São Paulo (SP).




Praça da Sé, início do século XX. São Paulo (SP).


O número de horas que trabalhavam por dia dependia da vontade de cada patrão. De modo geral, operavam, em média, das 7 da manhã até as 9 da noite, uma vez que o período de horas de trabalho por dia só foi determinado por lei na década de 1930.
Havia muitas favelas e cortiços sem as mínimas condições de higiene e saneamento básico, onde moravam imigrantes, como espanhóis, italianos, alemães, libaneses, entre outros, além de um grande número de migrantes da região Norte e Nordeste.

Vista interna da Hospedaria dos Imigrantes em 1905. São Paulo (SP).




Vista interna da Hospedaria dos Imigrantes em 1905. São Paulo (SP).


A maioria das fábricas funcionava em prédios adaptados, diferentemente de hoje, que são construídos especificamente para esse fim. Com isso, o trabalho era mais penoso, pois a ventilação era precária e o ambiente se tornava ou muito quente ou muito frio. Os acidentes de trabalho eram frequentes e não existia qualquer tipo de indenização.
As mulheres e as crianças eram utilizadas como operários com remuneração abaixo da que recebia o trabalhador adulto masculino, representando, em 1912, 67% dos trabalhadores das indústrias têxteis de São Paulo.
A Mooca foi uma das primeiras regiões da cidade a enfrentar o processo de industrialização, que teve início no final do século XIX. A região se tornou atrativa pela proximidade com a antiga ferrovia Santos-Jundiaí, então responsável pelo escoamento da produção cafeeira para o litoral paulista. Por essa proximidade, as empresas, movidas a carvão, instalaram-se na Mooca e construíram várias chaminés. Dessa forma, é comum encontrá-las espalhadas pelo bairro, como no terreno da antiga Companhia Antarctica Paulista.

Área industrial na Mooca, 2015. São Paulo (SP).




A classe operária nesse período era composta predominantemente por imigrantes italianos, portugueses e espanhóis. Era comum, contudo, que parte desses imigrantes, após algum tempo, auxiliado pela família que era frequentemente numerosa e com muito trabalho, começasse a prosperar e, em muitos casos, abrisse seu próprio negócio.
O tempo livre dos trabalhadores era escasso, contudo, ainda assim, organizavam-se em sociedades recreativas, casas de jogos e apostas, festas religiosas e piqueniques. Alguns grupos organizavam também algumas representações teatrais em que as associações encenavam peças com conteúdo crítico que denunciava as suas condições de vida e expectativas de mudanças.
Os jornais operários denunciavam as péssimas condições dos trabalhadores e funcionavam como um canal dos diferentes grupos que os publicavam, podendo ser de vários partidos.
O grande número de analfabetos exigia que, na maior parte das vezes, a leitura dos jornais e dos manifestos fosse feita em voz alta para que todos tivessem acesso às informações e pudessem participar das decisões.
A circulação desses jornais não era proibida inicialmente, contudo, com a consequente participação e envolvimento dos trabalhadores, gradativamente passaram a ser censurados e seus redatores perseguidos pela polícia.

AMARAL, Tarsila do. Operários. 1933





AMARAL, Tarsila do. Operários. 1933. Óleo sobre tela, 150 cm x 230 cm. Acervo Artístico-Cultural do Palácio do Governo do Estado de São Paulo. Campos do Jordão (SP).





Links:


Sanderlei Silveira (Website)

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Áudio Livro

Livros Online

Obra completa de Machado de Assis

Billboard Hot 100 - Letras de Músicas | Song Lyrics - Songtext - Testo Canzone - Paroles Musique - 歌曲歌词 - 歌詞 - كلمات الاغنية - песни Текст

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças de 4 à 11 anos

Língua Portuguesa e Atualidades

Arte e Estética

Santa Catarina - Conheça seu Estado

São Paulo - Conheça seu Estado

Paraná - Conheça seu Estado

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado

Bíblia Online

O Diário de Anne Frank

Macunaíma - Mário de Andrade

Dom Casmurro - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Mein Kampf - Adolf Hitler

Cinco Minutos - José de Alencar

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto

História em 1 Minuto

TOP 20: PDF para Download - Domínio Público


Livros em PDF para Download

O Diário de Anne Frank - Download PDF Livro Online

Camilo Castelo Branco - Livros em PDF para Download

Castro Alves - Livros em PDF para Download

Eça de Queiros - Livros em PDF para Download

Euclides da Cunha - Livros em PDF para Download

Fernando Pessoa - Livros em PDF para Download

Jane Austen - Livros em PDF para Download

José de Alencar - Livros em PDF para Download

Machado de Assis - Livros em PDF para Download

Virginia Woolf - Livros em PDF para Download

William Shakespeare - Livros em PDF para Download

Mein Kampf - Adolf Hitler - Download PDF Livro Online

O Alienista - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Macunaíma - Mário de Andrade - PDF Download Livro Online

Esaú e Jacó - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Dom Casmurro - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Quincas Borba - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

TOP 10: Billboard - Letras de Músicas - Song Lyrics - Songtext


One Dance - Drake - Song Lyrics

Purple Lamborghini - Skrillex & Rick Ross

Broccoli - D.R.A.M. - Song Lyrics

Don't Mind - Kent Jones - Song Lyrics

Luv - Tory Lanez - Song Lyrics

Can't Stop The Feeling! - Justin Timberlake - Song Lyrics

This Is What You Came - Calvin Harris Ft. Rihanna - Song Lyrics

Sorry - Justin Bieber - Song Lyrics

Sit Still, Look Pretty - Daya - Song Lyrics

Fix - Chris Lane - Song Lyrics

With You Tonight / Hasta El Amanecer - Nicky Jam - Song Lyrics

Hit Or Miss - Jacob Sartorius - Song Lyrics

TOP 60:


As festas populares no estado de São Paulo

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

Atividades extrativistas do estado de São Paulo - SP

As festas populares no estado do Paraná - PR

Áreas de preservação no estado de São Paulo - SP

Gonçalves Dias - Marabá - Poesia

O tropeirismo no estado do Paraná - PR

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo - SP

Atividades extrativistas no Paraná - PR

Os imigrantes no século XIX e XX no estado do Paraná - PR

Atividades extrativistas do Mato Grosso do Sul - MS

As atividades econômicas do estado de São Paulo - SP

As festas populares do estado de Mato Grosso do Sul - MS

Biomas brasileiros - SC

Atividades extrativistas de Santa Catarina - SC

Religião – Idade Antiga (História em 1 Minuto)

A população africana e a escravidão no Paraná - PR

Os imigrantes no estado de Santa Catarina no século XX - SC

Áreas de preservação Ambiental no estado de Santa Catarina - SC

As comunidades quilombolas no Mato Grosso do Sul - MS

O relevo do estado de São Paulo - SP

As atividades econômicas do estado do Paraná - PR

Áreas de preservação Ambiental no estado de Mato Grosso do Sul - MS

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Capítulo 160 - Das Negativas (Machado de Assis)

Os biomas no estado do Mato Grosso do Sul - MS

A urbanização no estado de São Paulo no início do século XX - SP

A organização do espaço geográfico brasileiro

A poluição do rio Iguaçu (maior rio do Paraná) - PR

Clima e relevo do estado do Paraná - PR

As atividades econômicas no estado de Santa Catarina - SC

Áreas de preservação do estado do Paraná - PR

O Humanitismo - Capítulo 117 - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

As comunidades quilombolas no estado de Santa Catarina - SC

Vegetação nativa do estado de Santa Catarina - SC

As comunidades quilombolas no estado de São Paulo na atualidade - SP

Os índios Xetá no estado do Paraná - PR

Bacias hidrográficas de Santa Catarina - SC

Rio Iguaçu e sua importancia na historia do Paraná - PR

Machado de Assis - Esaú e Jacó - Capítulo 60 - Manhã de 15

A ocupação e o povoamento do Mato Grosso do Sul - MS

Clima e relevo no estado de Santa Catarina - SC

A formação da cultura de Santa Catarina - SC

Capítulo 17 - Ursa Maior - Mário de Andrade - Macunaíma

Luís Vaz de Camões - Soneto 57 - De Vos me Aparto, oh Vida! Em Tal Mudança

Bacias hidrográficas do Mato Grosso do Sul - MS

Gonçalves Dias - Canção do exílio - Poesia

As comunidades quilombolas no estado do Paraná - PR

A imigração europeia no estado do Paraná - PR

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Biomas brasileiros - PR

Relevo do estado de Mato Grosso do Sul - MS

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Luís Vaz de Camões - Soneto 43 - Como Quando do Mar Tempestuoso

A população indígena na região do estado de Santa Catarina - SC

Luís Vaz de Camões - Soneto 45 - Leda Serenidade Deleitosa

Norte Catarinense (Mesorregião) - SC

Top 10 - Prédios mais altos do mundo

A arte como registro histórico

A escultura, depois de Alexander Calder

Atividades Educativas Ensino Fundamental - Aprendendo sobre o Dinheiro

Os símbolos do estado do Rio de Janeiro - RJ

TOP 10: BLOG


História em 1 Minuto

Santa Catarina - Conheça seu Estado (História e Geografia)

São Paulo - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Paraná - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Rio de Janeiro - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Língua Portuguesa, Arte e Literatura

Letras de Músicas - Sanderlei

Poesia - Sanderlei Silveira

Áudio Livro - Sanderlei



Nenhum comentário:

Postar um comentário